Buscar

Ética no mercado MICE


Nunca se falou tanto em ética, em respeito às diversidades, em assédio moral, enfim no valor e na importância de fazer o que é certo,


Como cidadãos voltamos às ruas, cada grupo defendendo seu ponto de vista em um país dividido em "Nós e Eles", mas todos em busca do que julgamos correto, integro, honesto! Todos em busca do Faça a Coisa Certa, cada qual alinhado a seus valores pessoais e suas posições políticas.


No mundo corporativo em geral, empresas devastadas pela corrupção contratam auditores, interventores, implementam políticas de compliance, e gastam milhões em campanhas publicitárias para recuperar a imagem, a credibilidade, os negócios e os empregos de seus colaboradores que, em sua enorme maioria não tiveram nenhuma participação nos "mal feitos" que quase destruíram corporações gigantescas.


No nosso mercado MICE há tempos enfrentamos a "guerra fria" entre clientes e agências, de um lado a falta de confiança, do outro a queixa sobre as baixas remunerações.

Recentemente na abertura do MICE2 Meeting abordei este tema para uma platéia mista e imediatamente cabeças de clientes e de agências se movimentaram em sinal positivo, confirmando que de fato tais sentimentos tomam conta do nosso dia a dia.

Será que precisamos viver assim? Claro que não!


As empresas sempre precisarão de agências e inúmeros outros fornecedores para produzir, organizar e entregar seus eventos com a excelência pretendida.

As agências por sua vez, só sobrevivem se tiverem clientes e para se manter um cliente hoje em dia todos sabemos que é preciso ir além da excelência da entrega. É preciso ser estratégico, parceiro, antecipar necessidades, trazer novidades, mas principalmente, garantir a CONFIANÇA do cliente.


A conversa transparente sempre foi e sempre será o melhor caminho para solucionar toda e qualquer dificuldade de relacionamento.


Se você cliente desconfiar que seus orçamentos estão super faturados ou que tarifas que deveriam ser livres de comissão são comissionadas, mas ainda assim você é bem atendido e quer preservar a relação com sua agência, chame seu parceiro à mesa, pergunte se sua percepção tem fundamento, dê a ele a oportunidade de se explicar e até de reconhecer o erro e corrigi-lo se for o caso. Como gestora que fui sei bem o esforço e o tempo que uma nova concorrência exige de vários profissionais, além disso toda troca de fornecedor implicará em um período de aprendizagem que também gera maior demanda e tensão ao gestor e aos Meeting Planners de ambos os lados.


Já você agência, se está sendo mal remunerado ou até mesmo sofrendo o "assédio moral corporativo" tão bem definido pelo Mauricio Magalhães em sua matéria no Meio & Mensagem* chame seu cliente à mesa. Uma boa planilha de custos evidenciando a inviabilidade de um determinado fee, acompanhada de um profissional seguro de seu valor e competência para explicá-la ao cliente, certamente serão suficientes para uma revisão de contrato.


Além da boa conversa guias de boas práticas são sempre uteis em qualquer negociação.


Pensando nisso, a AMPRO - Associação de Marketing Promocional e a ABA – Associação Brasileira de Anunciantes publicaram recentemente o Guia de Boas Práticas do Relacionamento entre Agências de Live Marketing e Clientes**. Vale a pena tê-lo em mãos.


Outras associações como ALAGEV*** e MPI BRAZIL**** estão desenvolvendo com base em pesquisa e discussão com 25 clientes realizada durante evento que aconteceu em Julho no Renaissance em São Paulo, o Manual de Boas Práticas na Realização de Concorrências/RFPs. Fique de olho nos sites das associações onde a publicação acontecerá em breve.


Mas a ética não está só nas grandes coisas não é mesmo?

Para sermos melhores precisamos ir fundo no conceito do que é etica!

  • Oferecer um sorriso e desejar bom dia a qualquer pessoa independente de seu cargo é ética;

  • Responder e-mails e mensagens mesmo que para dizer que não tem interesse no produto oferecido ou para informar a parceiros que não conseguirá entregar o combinado é ético;

  • Assumir erros, por mais difícil que seja, é ética.

Ou seja respeitar o próximo, ter coragem e fazer a coisa certa sempre é ética!


Vamos juntos mudar o mercado MICE?

Afinal #nossomosomercado!



* https://www.meioemensagem.com.br/home/opiniao/2019/05/28/assedio-moral-corporativo.html

**http://ampro.com.br/wp-content/uploads/2019/08/guia-aba-relac-live-mkt-cliente-1.pdf

*** https://alagev.org/

**** https://www.mpi.org/chapters/brazil

0 visualização

EVENTO UNICO ASSESSORIA EMPRESARIAL LTDA.
CNPJ: 07.374.164/0001-28

Rua José Félix de Oliveira, 834. Andar 1
CEP: 06708-645  -  Cotia/SP

eventounico.cursos@gmail.com

© 2020 por Kiron. Todos os direitos reservados.